Carregando...

Chapada dos Guimarães, Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021
TV Chapada Canal 7
Chapada dos Guimarães, Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021

TV Chapada Canal 7

Chapada dos Guimarães, Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021

TV Chapada Canal 7

Notícia

Farmacêutica diz à CPI que faturou 8 vezes mais em 2020 com 'kit Covid'

TV Chapada Canal 7 - Farmacêutica diz à CPI que faturou 8 vezes mais em 2020 com 'kit Covid'

A farmacêutica EMS informou à CPI da Covid no Senado que faturou R$ 142 milhões com medicamentos do "kit Covid" em 2020, valor oito vezes superior ao registrado no ano anterior. Apenas a soma com a venda de ivermectina foi de R$ 2,2 milhões para R$ 71,1 milhões na pandemia.

O laboratório também produziu azitromicina, hidroxicloroquina e nitazoxanida, medicamentos ineficazes contra o vírus, mas que se tornaram bandeira do presidente Jair Bolsonaro na crise sanitária.

Em 2020, Bolsonaro pediu para o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, liberar a exportação de insumos para a fabricação de hidroxicloroquina pela Apsen e EMS. A interferência de Bolsonaro está na mira da comissão.

A EMS também disse que faturou R$ 20,9 milhões com a venda de hidroxicloroquina em 2020, cerca de 20 vezes mais do que no ano anterior, quando não havia a pandemia.

Os dados enviados à CPI ainda mostram que a EMS produziu cerca de 9 vezes mais comprimidos das drogas do "kit Covid" no primeiro ano da pandemia. A empresa enviou os dados na noite desta quarta-feira (16), a pedido do presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM).

Há requerimentos na CPI tanto para convocar Carlos Sanchez, presidente do conselho de administração do Grupo NC, detentor da EMS, como para quebrar o sigilo telefônico, telemático, fiscal e bancário do empresário.

Depois da ivermectina, o maior faturamento da EMS em 2020 com medicamentos do "kit Covid" foi com a Azitromicina (R$ 46,2 milhões), hidroxicloroquina (R$ 20,9 milhões) e nitazoxanida (R$ 3,67 milhões).

Bolsonaro estimula o uso destes medicamento para a Covid. Ele mesmo repete que usou o kit e chegou a apontar uma caixa de hidroxicloroquina para uma ema que vive no Palácio da Alvorada.

Após participar de um passeio de moto com apoiadores no último dia 12, em São Paulo, o presidente citou o medicamento e disse que "não faz mal nenhum" usá-lo.

Em ofício enviado à CPI a empresa ainda informou que apoiou estudos científicos que avaliaram o uso da hidroxicloroquina para covid-19.

"A primeira pesquisa apoiada pela Companhia foi publicada em 23.07.2020, no New England Journal of Medicine, e concluiu que o uso de hidroxicloroquina, sozinha ou associada com azitromicina, não mostrou efeito favorável na evolução clínica de pacientes adultos hospitalizados com formas leves ou moderadas de Covid-19", disse a EMS.

A farmacêutica afirmou que divulgou o resultado dos estudos e alertou o público de que a hidroxicloroquina só deve ser usada sob prescrição médica. A empresa também disse que divulgou a falta de "respaldo científico" sobre a eficácia da droga contra a Covid.

A empresa também disse a CPI que de janeiro a maio de 2021 faturou R$ 11,85 milhões com a hidroxicloroquina. Além disso, projeta mais R$ 19,21 milhões com a droga até dezembro.

Na pandemia, Bolsonaro apostou no uso dos medicamentos do kit covid, contrariando recomendações de entidades como a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Apenas o Laboratório do Exército fez mais de 3,2 milhões de comprimidos da cloroquina. A produção anterior neste órgão havia sido de 256 mil unidades, em 2017.

Além disso, o governo recebeu uma doação de 3 milhões de comprimidos de hidroxicloroquina do governo dos Estados Unidos, em 2020.

A insistência de Bolsonaro pela adoção dos medicamentos do "kit Covid" como política pública ainda levou a saída de dois ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Nelson Teich.

Logo ao assumir a Saúde, em maio de 2020, o general Eduardo Pazuello atendeu a pedido do presidente e editou uma nota do ministério orientando o uso da hidroxicloroquina logo aos primeiros sintomas da pandemia.

Já o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse à CPI que o uso precoce destes fármacos influencia "muito pouco" no curso da pandemia. "Se eu ficar aqui discutindo a discussão do ano passado, eu não vou em frente", disse o ministro no último dia 8 aos senadores.

Comentários
`
Publicidade
Publicidade
Workshop debate criação do Geoparque de Chapada dos Guimarães

Na próxima semana será realizado o III Workshop do Geoparque de Chapada dos Guimarães. Além da programação com palestras, haverá ainda quatro concursos, a soma das premiações chega a R$ 7 mil. Um dos idealizadores do Geoparque, o chapadense Caiubi Kuhn, que é mestre em Geologia, enviou recado importante, direto da Alemanhã, onde está concluindo o Doutorado. Confira o recado...

Publicidade
CDL Chapada dá início à campanha Natal Premiado

Os consumidores que fizerem compras acima de R$ 50 em lojas credenciadas na campanha Natal Premiado concorrerão a diversos prêmios, que vão desde sorteio de carros, motos a vales compras no valor de R$ 1 mil. A ideia da campanha é fomentar a economia na cidade numa das datas mais festejadas no calendário da família: o Natal. A promoção segue...

Câmara aprova projeto que visa bem estar animal

Por unanimidade, a Câmara Municipal de Chapada dos Guimarães aprovou projeto de lei que institui a política de bem estar animal na cidade. A proposta traz regras que visam reduzir a população de cães e gatos nas ruas, prevendo castramento, cadastramento de animais e tutores e possibilidade de multas a quem não tomar os devidos cuidados com os pets. ...

Publicidade
Mandala dos Anjos abre para visitação com turismo de experiência

A Mandala dos Anjos está em construção desde 2000, através de mutirões de trabalho voluntário. Quando a área foi adquirida, na região da Água Branca, não havia estrada, energia, nenhuma construção.  E foi na pandemia que os voluntários sentiram a necessidade em abrir a Mandala dos Anjos para a visitação guiada, o local era desconhecido até mesmo por moradores locais. Conheça,...

Publicidade
Vigilância em Endemias de Chapada diz que situação da dengue está controlada

A Vigilância em Saúde e Endemias de Chapada dos Guimarães rebateu os dados da Secretaria Estadual de Saúde e afirmou que a situação relativa à dengue no município está sob controle. No mês de outubro, por exemplo, conforme dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), não foi registrado nenhum caso da doença. Embora a situação no momento...

Publicidade
Justiça determina a desocupação de áreas invadidas em Chapada dos Guimarães

A Prefeitura Municipal de Chapada dos Guimarães, acompanhada da Polícia Militar, notificou famílias que haviam invadido uma área de propriedade privada localizada nas proximidades do Mirante de Chapada dos Guimarães, vizinha ao Vale do Jamacá. Essa não é a única invasão de terra na cidade. Cerca de 30 familias estão acampadas há mais de três meses em um terreno, também...

Publicidade